Buscar
  • Dr Carlos Eduardo Santana

Vegetarianismo, veganismo e nutrição – Descomplicando.

Vegetarianismo é uma modalidade alimentar onde a pessoa opta por não consumir alimentos de origem animal, assim temos por definição clássica 2 vertentes, os vegetarianos ovo lácteos e os vegetarianos restritos.


Vegetarianos ovo lácteos, como o próprio termo sugere, são aqueles que optam em continuar consumindo alguns alimentos de origem animal, como ovo, leite, queijo, iogurte e mel, sua escolha mais decisiva é por não consumir carne, independente de ter origem bovina, suína, aves ou qualquer outra classe animal.


Vegetarianos restritos são aqueles que não consumem nenhum tipo de alimento de origem animal, nem mesmo mel.

Veganismo, na minha opnião, ainda é um termo controverso, cientificamente ainda infundado, portanto falaremos apenas tecnicamente.


Independente da variável escolhida e pelo motivo que o fez escolher tal hábito alimentar, alguns temas precisam ser ponderados:


1- Vegetariano, como vegetais como frutas verduras e legumes! Se você trocou a proteína animal por biscoito da vaquinha, você apenas não come carne;


2- Proteína texturizada de soja (PTS) NÃO É CARNE DE SOJA. Carne é produto de origem animal;


3- Ser vegetariano não garante que você é saudável ou bem nutrido. Atendo quase que diariamente vegetarianos que estão desnutridos ou passando por algum transtorno metabólico (diabetes, colesterol e triglicerídeos elevados, gordura no fígado são exemplos) por consequência do excesso de carboidratos consumido;


4- Soja, grão de bico, lentilha, podem ser fontes de proteínas mas não são ricos em proteína. Alimentos fonte, em geral, precisam apresentar 12% de proteína em sua porção.


Por isso, para que haja uma boa relação entre o temas 3 e 4, existe a necessidade do balanceamento de macro (carboidratos, proteínas e gorduras) e micronutrientes (vitaminas, minerais e fitoquímicos), para que que o consumo de carboidratos não seja exagerado e, sobretudo, que não corra risco de desnutrição por deficiência de nutriente ocasionados pela baixa variabilidade da alimentação.


Respeitando alguns passos a passo, sim a dieta vegetariana pode ser uma boa escolha a se seguir - não abordo questões filosóficas ou controversas – com ela é possível ser saudável e também adquirir performance em atividades físicas, bem como hipertrofia muscular.

É possível ganhar músculos sendo vegetariano ovo lácteo ou restrito?


Com certeza! Sem dúvida alguma é uma proposta possível, desde que haja um equilíbrio bem estabelecido de macro e micro nutrientes.


O equilíbrio dos alimentos que possuem em sua composição quantidade significativas de proteína é a base, alguns alimentos como tofu são ótimos “coringas” para o dia a dia.


Atualmente já existem linhas de suplementos alimentares 100% focados no público vegetariano, com certificado de origem vegetal.


Proteínas concentradas como da soja, da ervilha, do arroz e da maconha fazem as vezes do Whey Protein e já são bem utilizadas visando atender os mais puristas. Outros produtos como aminoácidos, e óleos ricos em ômega-3 também são produzidos a partir de uma origem animal.


Sendo assim, trato aqui da ciência da nutrição, não importa a filosofia que te fez adotar esse tipo de alimentação, a nutrição está atrelada a ela para que seja totalmente benéfica a você.


Está em dúvida como proceder, se aguenta ou se quer mudar efetivamente, procure um nutricionista e faça a transição gradativamente.


Carlos Eduardo Santana

Nutricionista Esportivo Ortomolecular

9 visualizações

Tijuca – Shopping Tijuca
Av. Maracanã, 987. Torre 3, Sl. 803
Tel.: (21) 3492-3468 / 99563-2680

Barra – Shopping Downtown
Av. das Américas, 500. Bl. 20, L. 130
Tel.: (21) 3492-3468 /
99563-2680

  • Cinza ícone do YouTube
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Niterói – Icaraí
Rua Gavião Peixoto, 124. Sl. 1601
Tel.: (21) 3492-3468 /
99563-2680

Vila da Penha
Praça Aquidauana, 30 – 3º Andar
Tel.: (21) 2481-5884 / 3455-6461 /

99869-9921

© 2018 por Carlos Eduardo Santana.